Projeto aprovado na Lei Aldir Blanc homenageia Clóvis Irigaray

 Projeto aprovado na Lei Aldir Blanc homenageia Clóvis Irigaray

O artista internacional, Clóvis Hugueney Irigaray, está entre as, 75 personalidades mato-grossenses homenageadas pelo edital da Lei Aldir Blanc na categoria, ‘Conexão Mestres da Cultura – Marília Beatriz de Figueiredo Leite’.

O neto do artista, Marco Irigaray, é o responsável pela curadoria das obras. Outro envolvido no projeto é o, André Eduardo, que em 2019 promoveu a, 06ª edição do ‘Rota em Movimento-Street Art Cuiabá’.

A exposição será realizada em dois formatos: físico e digital. Marco destaca a importância da democratização e da acessibilidade cultural. “Irigaray é um dos maiores artistas de Mato Grosso e levar o seu trabalho ao grande público é uma honra. A Secretaria de Cultura do Estado de Mato Grosso (Secel) teve uma grande sensibilidade em apoiar o setor de economia criativa. Estamos passando por um momento sombrio e nesses dias de quarentena a cultura tem se tornado ferramenta de união e coletividade.”

Clóvis Irigaray é referencia em artes modernas. Ele usa a figura do índio como elemento de protesto. Um realismo que confronta os dias de hoje com o nosso passado colonial.

Em ‘terras tupiniquins’ o artista já participou da Bienal de São Paulo, Salão Nacional de Arte Moderna do Rio de Janeiro e no ‘Panoramas das Artes de Mato Grosso’ no Museu de Arte e Cultura Popular, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Em 2013 foi nomeado Embaixador das Artes pela Academia Francesa de Artes, Letras e Cultura e também foi convidado para expor seu trabalho no, Museu do Louvre, em Paris um dos maiores e mais conceituados do mundo.

A exposição física e online, ‘Mestre Irigaray’, está prevista para o mês de abril, porém pode sofrer alterações em virtude da pandemia do Covid-19 (coronavírus).

 

📰☕ Aline Barbosa/ Agência Maria Taquara

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *