Cuiabá segue orientação do Ministério da Saúde e suspende cadastro para vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades

 Cuiabá segue orientação do Ministério da Saúde e suspende cadastro para vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades

Seguindo a orientação do Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização, a coordenação da campanha de vacinação contra o coronavírus em Cuiabá cancelou a vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades.

A vacinação deste público ainda não havia começado, apenas o cadastro tinha sido liberado no site da vacinação. “Nesta quinta-feira (13) abrimos o cadastro para gestantes e puérperas sem comorbidades. Com esta orientação da Anvisa, fechamos o cadastro para esse grupo imediatamente, e os cadastramentos já realizados serão excluídos do site da vacinação”, revelou Valéria de Oliveira, coordenadora da vacinação.

A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades em Cuiabá continuará sendo realizada com o imunizante da Pfizer, uma vez que a Anvisa também orientou a suspender a imunização deste grupo com a vacina da Astrazeneca. Para vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, a mulher deverá comprovar a condição de risco (comorbidade) por meio de laudo médico.

Em relação ao cumprimento do esquema vacinal para as gestantes que já foram vacinadas com a primeira dose (do grupo de trabalhadores da saúde e forças de segurança), orientações detalhadas serão emitidas em Nota Técnica pelo Programa Nacional de Imunizações e divulgadas pela coordenação da campanha de vacinação de Cuiabá.

Confira o documento logo abaixo:

Íntegra do Comunicado do Ministério da Saúde:

Vacinação de gestantes e puérperas com o imunizante para covid-19 AstraZeneca/Oxford

Em atendimento a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o Programa Nacional de Imunizações interrompe temporariamente a vacinação de gestantes e puérperas com as vacinas COVID-19 AstraZeneca/Oxford. Adicionalmente orienta-se a interrupção temporária da vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades. A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades deverá prosseguir com as demais vacinas COVID-19 em uso no país visto que o perfil risco/benefício da vacinação neste grupo é altamente favorável (Sinovac/Butantan e Pfizer). Para vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, a mulher deverá comprovar a condição de risco (comorbidade) por meio de exames, receitas, relatório médico, prescrição médica. Em relação ao cumprimento do esquema vacinal para as gestantes que já foram vacinadas com a primeira dose, orientações detalhadas serão emitidas em Nota Técnica pelo Programa Nacional de Imunizações.

Digiqole ad

Elloise Guedes - Mais Que Fato

https://maisquefato.com.br/

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *