Escola de Cuiabá cria biblioteca virtual e incentiva leitura durante a pandemia

 Escola de Cuiabá cria biblioteca virtual e incentiva leitura durante a pandemia

Em tempos de isolamento social em decorrência da pandemia, a Escola Estadual Francisco Ferreira Mendes, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá, criou a biblioteca virtual. Alunos, professores e comunidade escolar têm acesso pela internet a todo o acervo digital que conta com 96 volumes, mas a tendência é ampliar a quantidade de títulos. São obras que estão em Domínio Público ou que possuem versões de distribuição gratuita, respeitando aos direitos autorais.

Segundo Annelyze Silva, técnica administrativa educacional da Biblioteca Integradora, a biblioteca virtual foi criada para atender a todos os alunos, dos anos finais do Ensino Fundamental até o Ensino Médio.

Na biblioteca virtual, os estudantes encontram desde grandes clássicos da literatura nacional até os clássicos mundiais, inclusive em outros idiomas. Além disso, para quem deseja leituras mais leves, voltadas para os alunos do Ensino Fundamental, a biblioteca disponibiliza obras de Monteiro Lobato – uma referência na literatura infanto-juvenil.

“Atualmente, nossa escola tem mais de 650 alunos matriculados e temos batalhado muito para engajá-los, buscando maneiras de incentivá-los a estudar e a procurar conhecimento. Esperamos que esta Biblioteca Virtual possa auxiliá-los nessa jornada e que facilite o acesso de nossos estudantes às obras indicadas pelos docentes”, assinala Annelyze.

Para facilitar o acesso, a biblioteca possui um ícone que irá redirecionar o usuário para o YouTube, onde ele poderá acessar um áudio livro previamente selecionado. Outro recurso também disponível é o redirecionamento para sites que possuem resenhas e análises críticas das obras, visando contribuir com o entendimento e a fixação de informações, além de servir como um tipo de prévia para os leitores mais indecisos.

O estudante Paulo Vitor Gonçalves da Silva, 17 anos, do 3º ano do Ensino Médio, aprovou a ideia. Ele explica que, recentemente, na disciplina do espanhol, houve um debate sobre o livro Dom Quixote.

“Entretanto, não conseguimos ler o livro por completo, pois não tínhamos acesso nas bibliotecas ou na escola. Com a biblioteca virtual, agora podemos ler. Consequentemente, vamos evoluir as habilidades de leitura e escrita, que são fundamentais para fazer o Enem”.

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *