Governo de MT apresenta projeto arquitetônico de reforma da praça central de Chapada dos Guimarães

 Governo de MT apresenta projeto arquitetônico de reforma da praça central de Chapada dos Guimarães

Governo apresenta projeto para reforma da praça central de Chapada dos Guimarães – Foto por: Secom-MT

A iniciativa atende a uma determinação do governador Mauro Mendes, a fim de estimular o desenvolvimento econômico e resgatar o turismo no Município

Karine Miranda | Sinfra-MT

Governo apresenta projeto para reforma da praça central de Chapada dos Guimarães – Foto por: Secom-MT

Governo apresenta projeto para reforma da praça central de Chapada dos Guimarães

A | A

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), já está atuando para reformar e revitalizar a praça Dom Wunibaldo e o seu entorno, no centro da cidade de Chapada dos Guimarães.

A iniciativa atende a uma determinação do governador Mauro Mendes, a fim de valorizar a história da praça, estimular o desenvolvimento econômico e resgatar o turismo no Município.  A praça, junto à igreja Nossa Senhora de Santana, é um dos principais pontos turísticos de Chapada dos Guimarães e patrimônio histórico de Mato Grosso.

O projeto de reforma e requalificação foi elaborado em conjunto entre a Sinfra e Sedec, e apresentado ao prefeito da cidade, Osmar Froner de Mello, secretários municipais, vereadores e população durante reunião nesta terça-feira (09.02).  A apresentação foi realizada por representantes de ambas as secretarias, além do coordenador de Projetos Estratégicos, Rui Barbosa Eguale, e a arquiteta Lúcia Flavia Milani.

A proposta de reforma busca trazer um conceito mais moderno de arquitetura, sem perder a característica original da praça, de acordo com a secretaria-adjunta de Cidades da Sinfra, Rafaela Damiani.  “Essa é a praça central de Chapada dos Guimarães. Elaboramos um projeto com um conceito que casa a modernidade e o aspecto colonial já presente no local. Será uma obra importante para o Município e vai respeitar todo o traçado histórico. Tivemos uma grande preocupação em fazer o projeto de praça moderna, multiuso, sem perder a cultura”, disse.

Governo apresenta projeto para reforma da praça central de Chapada dos Guimarães

Entre as intervenções previstas para serem realizadas na praça estão as melhorias na entrada principal, com a alteração do nível do pavimento das ruas laterais, implantação de faixas de pedestre elevadas e calçamento, a fim de melhorar a acessibilidade e evitar que veículos ocupem o espaço da praça. Também está previsto projeto de drenagem, bancos de concreto com encaixe para estacionamento de bicicletas, além de bancos de madeira.

Pensando em fomentar o turismo e circulação de pessoas, o projeto prevê ainda a criação de espaços multiuso, seguindo a tipologia da construção da igreja, onde será possível implantar uma área de alimentação e também voltada ao artesanato.  Também está prevista a revitalização do entorno, com a pintura das fachadas dos comércios, entre outras intervenções.

“Essa estrutura foi desenhada pensando nos dias de calor, de frio, neblina. Fizemos vários espaços pensando em ocupar o espaço da praça em dias convencionais e não apenas em finais de semana. Queremos que as pessoas usem a praça” afirmou a secretaria-adjunta.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, afirmou que esse é mais um compromisso firmado pela atual gestão que está sendo cumprido.  “O governador Mauro Mendes afirmou que investiria muito em turismo em Mato Grosso e é o que vem fazendo na sua gestão. Hoje, apresentamos o projeto de revitalização da praça central de Chapada dos Guimarães. Mostramos que é um projeto de restauração que contempla o moderno aliado ao contexto histórico da cidade e da praça em si, com monumentos tombados. Chapada merece este investimento”, afirmou César Miranda.

Equipes demonstraram as mudanças que vão ocorrer na praça

Já o secretário-adjunto de Turismo de Mato Grosso, Jefferson Moreno, reforçou que o Estado pretende investir no turismo em todo Mato Grosso, especialmente em Chapada dos Guimarães, que é uma cidade rica em belezas naturais.

“Chapada dos Guimarães é um dos principais destinos turísticos de Mato Grosso e merece toda essa requalificação. A cidade recebe turistas de Cuiabá e do interior todo fim de semana e queremos incentivar ainda mais estas visitas. Porque a cidade tem beleza única: paredões, trilhas, cachoeiras, o ecoturismo unido ao turismo cultural e histórico”, disse Jefferson Moreno.

Para o prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner de Mello, o projeto é uma grande realização do Governo de Mato Grosso e atende a expectativa do Município, de modernizar o espaço sem apagar a história ou perder as características tão marcantes e já conhecidas do local.

“Nós analisamos o projeto da praça e do seu entorno e o primeiro sentimento que tive é de que esse projeto se encaixa na realidade de Chapada, respeitando os entornos do Santuário de Santana, todo o entorno do comércio e se preocupa com essa interação: de adequar aquele espaço tão rico para as pessoas que nos visitam e também com a Chapada atual e a antiga”, afirmou.

A praça, junto à igreja Nossa Senhora de Santana, é um dos principais pontos turísticos da cidade

Ainda segundo o prefeito, a iniciativa de reformar e revitalizar a praça demonstra o olhar comprometido do Governo do Estado em investir nas cidades turísticas, proporcionando desenvolvimento econômico e qualidade de vida.

“A projeção do projeto é maravilhosa. O que nos colocaram é que estaremos respeitando essa área que é tombada, de fragilidade, o Santuário de Santana e toda a possibilidade de reunir a população. Como prefeito, tive uma impressão muito positiva do projeto e queremos contar com essa nova visão do governador para Chapada dos Guimarães para preparar aquele espaço para nossa população usufruir no dia-a-dia e aqueles que nos visitam também, os turistas. Parabéns pelo trabalho desenvolvido”, encerrou.

Uma vez aprovado pelo Município, o projeto será submetido à anuência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em razão de ser um patrimônio tombado. Com a autorização, será iniciado o processo licitatório para contratação de empresa de engenharia e início efetivo das obras, sob responsabilidade da Sinfra.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *