Governo vistoria obras de restauração em rodovias na região de Alto Paraguai

 Governo vistoria obras de restauração em rodovias na região de Alto Paraguai

O governador Mauro Mendes (DEM) realizou vistorias durante esta sexta-feira (21) na região do Alto Paraguai, nas MTs 492, 249, 343, 240 e 160. O prefeito de Alto Araguaia, Adair José Moreira, recebeu a comitiva de fiscalização do governador.

As rodovias passam por obras de asfaltamento e restauração, que liga Diamantino a Alto Paraguai, Arenápolis e Nortelândia.

“Era uma dívida histórica que o Estado tinha com essa região: asfaltamento, restauração e outras melhorias nessas rodovias, porque é uma grande região do estado, com uma expectativa de colheita de 500 mil hectares de soja nessa próxima safra e com um grande potencial de crescimento. Tudo o que está acontecendo em investimentos é obra de todos que são parceiros do Governo: parlamentares, prefeitos, produtores, cidadãos. Todos têm uma parcela nas melhorias que estão sendo feitas em todo Mato Grosso”, disse o governador.

O prefeito de Alto Paraguai, Adair José, pontuou que as localidades eram consideradas como “esquecidas” pelo Poder Público, mas que agora todos podem ver a valorização a região.

“São obras que nos enchem de esperança e motivam a todos a acreditar cada vez mais neste governo. É um momento maravilhoso para nossa região e agradeço ao governador e toda sua equipe por esse dinamismo para tocar essas melhorias tão importantes para todos”, disse o prefeito.

Acompanham a comitiva do governador os deputados estaduais Dr. João, Paulo Araújo, Wilson Santos, Dilmar Dal Bosco e Elizeu Nascimento; os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Marcelo Oliveira (Infraestrutura e Logística), Gilberto Figueiredo (Saúde) e Cesar Miranda (Desenvolvimento Econômico); o presidente da MT Par, Wener Santos; o ex-senador Cidinho Santos; prefeitos de 17 municípios, entre eles os que compõem o Consórcio do Alto do Rio Paraguai, além de outras lideranças locais.

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *