História da alavanca de ouro é contada em quinto episódio da série Píluas de Cuiabania

 História da alavanca de ouro é contada em quinto episódio da série Píluas de Cuiabania

O quinto episódio da série “Pílulas Cuiabana” conta a história da alavanca de ouro, objeto forjado do metal encontrado nas lavras do Sutil. A série é uma homenagem da gestão Emanuel Pinheiro, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, pelo aniversário de 302 anos de Cuiabá. Ao longo do mês de abril, serão lançados vídeos de momentos e símbolos que marcaram a construção do município.

“Estamos resgatando a cultura, as histórias antigas da nossa gente, mantendo viva a memória cultural de Cuiabá com essas pílulas de cuiabania”, disse o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

Com o nome “Pílulas de Cuiabania”, a série de vídeos conta com a participação de figuras conhecidas do público. Neste quinto episódio, a história da alavanca de ouro é contada aos pés da escadaria da igreja São Benedito, no centro de Cuiabá.

“Pouco a pouco vamos recuperando as histórias que fazem parte do imaginário afetivo das famílias cuiabanas. Algumas um tanto esquecidas e que por meio desses vídeos ganham vida novamente. A série é uma forma de recordar e perpetuar essas memórias que compõem a história da nossa capital”, disse a secretária de Cultura, Carlina Jacob.

No primeiro episódio, Lioniê Vitório, ator e produtor cultural conhecido por dar vida a personagem Nico, da dupla humorística Nico e Lau, Lioniê relembrou a história da fundação de Cuiabá e busca pelo ouro ao lado de Ito Silva.

No segundo episódio, Domingas Leonor, fundadora do grupo de siriri “Flor Ribeirinha” destaca a história e força da dança na cultura cuiabana, que tem sua origem indígena e comumente executada em festas de santo.  No terceiro episódio, cuiabanos contam a história da bebida mais popular da capital de Mato Grosso: o guaraná ralado.

No quarto episódio, Moacyr Freitas, professor, historiador, escritor, artista plástico e arquiteto responsável pelo projeto do monumento três canoas, fala da inspiração para a construção do monumento, que foi inspirado no meio de transporte da época em homenagem ao local chamado de Marco Zero da fundação de Cuiabá.

Confira o quinto episódio da série Pílulas de Cuiabania

 

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *