Levantamento aponta que mais de 86% dos alunos da rede pública municipal estão sendo atendidos na pandemia

 Levantamento aponta que mais de 86% dos alunos da rede pública municipal estão sendo atendidos na pandemia

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Educação, 86,75% dos 54.018 estudantes matriculados na rede pública municipal de Ensino de Cuiabá estão sendo atendidos por meio de ferramentas digitais e/ou através de atividades físicas. A pesquisa foi feita pela Coordenadoria Técnica de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, na primeira quinzena do mês abril, e abrange estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos.

De acordo com a secretária Educação, Edilene de Souza Machado, desde que as atividades presenciais na rede pública municipal foram suspensas, em março de 2020, os profissionais da Educação vem buscando alternativas para a continuidade do processo de ensino e aprendizagem, de forma remota, na modalidade ensino a distância, ou por meio de apostilas impressas.

Assim, foram criados grupos de whatsapp, onde os estudantes recebem os conteúdos e os pais podem buscar orientações, além de outras plataformas digitais entre elas o @portaldaescolacuiabana no YouTube, onde as aulas gravadas estão disponíveis. Para os estudantes que têm dificuldades com sinal de internet, periodicamente são entregues apostilas e ainda os kits pedagógicos com material estruturado de programas específicos como o da Escola da Inteligência, de Alfabetização (ProAC) e de Melhoria da Proficiência (PROMP), além do kit de material escolar.

“Existe uma preocupação do Prefeito Emanuel Pinheiro em ampliar as alternativas de acesso dos estudantes às atividades pedagógicas. Em Cuiabá, nesse período em que as atividades presenciais estão suspensas nas unidades educacionais, o processo de ensino aprendizagem nunca foi interrompido. Nossa meta é atender 100% dos estudantes matriculados na rede pública municipal. Para isso, o acompanhamento das equipes pedagógicas tem sido fundamental, assim como a implementação de ações que incentivem a participação dos estudantes”, disse a secretária Edilene de Souza Machado.

Conforme o levantamento, na Educação Infantil, nas faixas etárias de 0 a 3 anos e 11 meses e de 4 e 5 anos, o percentual de estudantes atendidos é de 91%. No Ensino Fundamental o índice de atendimento é de 89% e na Educação de Jovens e Adultos, de 76% dos estudantes atendidos.

A coordenadora de Ensino, Zileide Lucinda dos Santos, disse que a partir do resultado do monitoramento, a Secretaria de Educação e as equipes gestoras das unidades educacionais estão levantando os motivos que estão levando alguns dos estudantes a não participarem. “Na pesquisa alguns estudantes estão sendo considerados como não atendidos porque receberam material (físico ou virtual), mas não deram a devolutiva das atividades aos professores. Portanto é fundamental que haja também o acompanhamento dos pais e responsáveis”, disse ela.

O prefeito Emanuel Pinheiro falou sobre o resultado positivo do levantamento e reafirmou a meta de atender 100% dos alunos matriculados. “Estamos enfrentando grandes desafios nesse momento de pandemia. Mas, a gestão humanizada, que olha para as pessoas e que tem como prioridade oferecer uma educação pública de qualidade aos cuiabanos continuará buscando estratégias para que ninguém fique para trás, enquanto houver a necessidade de mantermos as atividades presenciais suspensas nas escolas”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Desafios

Para os pais, o esforço compensa. Luciana Aparecida de Campos tem duas filhas matriculadas na rede pública municipal de Ensino. Isabelly Marcelly Campos de Souza, 2 anos e 11 meses , no Jardim I e Kelriany Vitória Campos de Souza, de 7 anos, no 2º Ano. Ela conta que não tem sido fácil, mas o apoio e orientação dos professores e equipes gestoras do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Paulo Ronan e da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Aristotelino Alves Pereira tem sido fundamental para que ela acompanhe as filhas nessa jornada.

“Pelo grupo de whatsapp ou com apostilas minhas e a orientação e acompanhamento dos professores e equipes gestoras que interagem com as crianças, temos conseguido acompanhar as crianças. Elas tem uma rotina e todo esse cuidado tem  ajudado muito para que elas recebam o ensino”, disse Luciana.

A participação da família é fundamental nesse momento. Grazielle Cristina Ferreira da Silva Corrêa , mãe do Davi Lucas, de 5 anos, matriculado no Pré II da EMEB Rita Caldas, disse que não tem sido fácil para as crianças, os pais e também os profissionais da Educação. “Estamos todos enfrentando um grande desafio mas, a dedicação dos professores, sua interação com as crianças e o retorno que eles nos dão tem ajudado meu filho a se desenvolver, não esquecer o que já aprendeu, e adquirir novos conhecimentos”, disse ela.

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *