Oito chapas concorrem à Prefeitura de Cuiabá; Conheça os candidatos

 Oito chapas concorrem à Prefeitura de Cuiabá; Conheça os candidatos

Com convenções realizadas durante toda a semana, oito chapas concorrentes à Prefeitura de Cuiabá foram definidas para as eleições deste ano. Algumas siglas optaram por chapa pura e outras decidiram coligar.

As eleições, que aconteceriam em 4 de outubro, foram adiadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devido à pandemia da Covid-19. Agora, o primeiro turno está marcado para 15 de novembro e o segundo turno, caso aconteça, para 29 de novembro.

Preparamos uma lista com informações dos candidatos à cadeira no Palácio Alencastro. Veja:

Emanuel Pinheiro e José Roberto Stopa Emanuel Pinheiro (MDB) – O atual prefeito da Capital, que demorou a decidir sobre sua reeleição, Emanuel Pinheiro foi oficializado como o nome do MDB. Mesmo não tendo comparecido à convenção, o partido não admitia um outro candidato.

Após vários dias de expectativa e articulações, Pinheiro finalmente decidiu escolher José Roberto Stopa (PV) como seu vice. Stopa é ex-secretário de Serviços Urbanos da Capital. Pinheiro bateu o martelo durante a madrugada, depois que chegou de Brasília e deu retorno oficial a seu grupo político.

Em todas as pesquisas eleitorais realizadas recentemente, Emanuel lidera as intenções de voto e aprovação de sua gestão, diante da lista de candidatos à prefeitura. Com 12 partidos em seu arco de alianças, espera vencer ainda no primeiro turno.

Roberto França e Marcelo Bussiki
(Foto: reprodução)

Roberto França (Patriota) – Após 15 anos focado apenas em sua carreira na comunicação, o radialista Roberto França foi oficializado pelo Patriota. Como vice em sua chapa, conseguiu garantir apoio do DEM, que indicou o vereador por Cuiabá, Marcelo Bussiki.

A indicação do Democratas veio após a desistência de Fábio Garcia (DEM) para a disputa. Com isso, a sigla recuou de lançar chapa própria para apoiar o comunicador.

França tem seu a favor a experiência de já ter comandado a Capital – de 1997 a 2005 -, em dois mandatos seguidos. Ele desponta em segundo lugar nas pesquisas de intenções de votos, ficando atrás de Emanuel Pinheiro, e pode dar trabalho para o atual prefeito durante a campanha.

Aécio e Luiz Antõnio
(Foto: reprodução)

Gisela Simona (PROS) – Única mulher candidata à cadeira do Executivo Municipal, a advogada Gisela Simona é a candidata do PROS. Seu vice foi indicado pelo PDT, o maestro Fabrício Carvalho, que até então também era pré-candidato à Prefeitura.

Mulher, negra e combativa, Gisela não quer perder tempo com ataques. Ao Única News, prometeu uma campanha propositiva. Para ela, a população já sabe o que devia saber e agora quer ouvir dos candidatos o que vai ser feito pelo futuro da Capital.

Abílio Jr e Felipe Wellaton
(Foto: reprodução)

Abílio Júnior (Podemos) – O polêmico vereador Abílio Junior é o candidato à Prefeitura pelo Podemos. Venceu o “cabo de guerra” e convenceu o também vereador Felipe Wellaton (Cidadania), seu amigo, a disputar do seu lado no cargo de vice.

Abílio Junior foi cassado em março deste ano, por quebra de decoro parlamentar. Acusado de abuso de prerrogativa e calúnia, bateu o pé e conseguiu na Justiça o direito de voltar à Câmara, o que lhe trouxe ainda mais popularidade.

Principal agente da oposição a Emanuel Pinheiro, deve movimentar a disputa com acusações e deboche, sua marca registrada. Deve apostar em uma campanha com forte apelo às redes sociais, onde conta com mais de 190 mil seguidores.

Aécio e Luiz Antõnio
(Foto: reprodução)

Julier Sebastião (PT) – O ex-juiz federal Julier Sebastião, que no fim do ano passado trocou o PDT pelo PT, com o objetivo de disputar a Prefeitura de Cuiabá, foi homologado pelos petistas em convenção realizada nesta quarta-feira (16). Para o cargo de vice, escolheu a professora da UFMT, Vera Lúcia Bertoline.

Julier vai para a disputa tendo o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) e o ex-presidente Lula como cabos eleitorais. O ex-presidente Lula, inclusive, participou através de transmissão virtual da convenção e afirmou que acredita em uma gestão eficiente nas mãos do ex-juiz.

Aécio e Luiz Antõnio
(Foto: reprodução)

Paulo Grando (Novo) – Com chapa própria, o partido Novo homologou o consultor em gestão Paulo Henrique Grando como candidato a prefeito e o milionário Alvani Laurindo como vice. Grando já foi candidato a deputado federal, em 2018, mas não alcançou o número necessário de votos.

A sigla tem uma regra de não utilizar dinheiro do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e, com isso, os candidatos terão que usar recurso próprio para a campanha. Grando está tentando arrecadar cerca de R$ 10 mil, com vaquinha online, para pagar as despesas.

Aécio e Luiz Antõnio
(Foto: reprodução)

Aécio Rodrigues (PSL) – O PSL lançou para a disputa pela cadeira no Palácio Alencastro, o advogado Aécio Rodrigues. Como candidato a vice, emplacou aliança com o PRTB, do vice-presidente Hamilton Mourão, Luiz Antônio de Carvalho (PRTB), que também era pré-candidato em Cuiabá, mas decidiu estabelecer união.

Aécio se filiou ao PSL em fevereiro deste ano e antes de o partido coligar com o PRTB, a sigla tentava compor com outros dois partidos: DC e PSC. A convenção partidária decidiu pelo advogado durante convenção nesta quarta-feira (16).

Gilberto Lopes PSOL
(Foto: reprodução)

Gilberto Lopes (PSOL) – O PSOL, mantendo a ideologia e tradição de chapa pura há décadas, lançou o servidor público Gilberto Lopes Filho como candidato a prefeito de Cuiabá. Na vice, Itei Daltro é a candidata.

Eles foram confirmados nas convenções do partido nesta quarta-feira (16).

Os partidos têm até o dia 26 de setembro para fazer o registro oficial das candidaturas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

 

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *