Pediatra do MT Saúde alerta para risco de surtos de doenças que já são imunopreveníveis

 Pediatra do MT Saúde alerta para risco de surtos de doenças que já são imunopreveníveis

Nesta quarta-feira (09.06) é celebrado o Dia Nacional da Imunização e a pediatra e patologista Natasha Slhessarenko, credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida, destaca a importância do calendário de vacinação estar sempre atualizado, seja em crianças, adolescentes, adultos, gestantes e idosos.

A médica ressalta a importância do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que distribui pelo país vacinas, soros e imunoglobulinas, protegendo contra mais de 20 doenças infecciosas, como tuberculose, hepatites A e B, poliomielite, difteria, tétano, coqueluche, meningite, pneumonia, diarreia, sarampo, rubéola, caxumba, febre amarela, varicela, gripe, dentre outras.

Muitas dessas doenças já estavam em vias de eliminação em nosso país, em destaque especial para o sarampo. O Brasil inclusive tinha o certificado, concedido pela OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), de país livre do sarampo, desde 2016.

“Entretanto, dada a baixas coberturas vacinais nos últimos anos, dentre outros motivos, temos constatado um aumento no número de casos. Só ano passado (2020) foram mais de 8.000 diagnosticados no Brasil e perdemos o certificado”, comenta a médica.

A patologista explica que, quando se tem alta cobertura vacinal, grande parte da população produz anticorpos. Com isso, os vírus e bactérias causadoras de doenças passíveis de prevenção pelas vacinas não conseguem entrar e se multiplicar no organismo, os microorganismos morrem. O vírus deixa de circular entre a população e os casos da doença desaparecem.

Em situações de pandemia, como a da Covid-19, é fundamental que todos estejam com seu calendário de vacinação em dia, para evitar surtos de doenças que já são imunopreveníveis.

“A vacina da gripe está disponível e todos devem se vacinar para evitar que o vírus da gripe se espalhe e provoque casos desta doença, em meio a esta tão terrível e avassaladora pandemia. Vacinar é prevenção! É amor à sua saúde e à saúde de todos!”, finaliza a médica.

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *