Pinheiro diz que não tem plano de vacinação próprio e seguirá o Governo Federal; conheça os 7 imunizados

 Pinheiro diz que não tem plano de vacinação próprio e seguirá o Governo Federal; conheça os 7 imunizados

(Foto: Roger Perisson)

Os primeiros sete profissionais da saúde a serem vacinados em Cuiabá, na manhã desta quarta-feira (20), na cerimônia que marcou o início da campanha “Vacina Cuiabá, sua vida em primeiro lugar”. Entre eles tinha um maqueiro, médicos, enfermeiro, coordenadora de enfermagem e assistente social.

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) lançou a campanha de imunização contra a Covid-19 durante cerimônia simbólica e confirmou que a Capital recebeu 8.027 doses da vacina do Governo de Mato Grosso. O Estado recebeu 126 mil doses do Governo Federal na noite de segunda-feira (18).

O primeiro a ser vacinado foi o maqueiro da UTI Covid no Hospital São Benedito, João Acássio de Moraes, de 47 anos. Depois foi a vez dos médicos Dr. Cervantes Caporrossi, médico de UTIs e Centros Cirúrgicos; o ex-deputado federal Dr. José Augusto Curvo (Tampinha), de 71 anos; e a médica Maíra Sandes, plantonista na UTI do São Benedito, plantões na UTI geral e visitadora das UTIs Covid Geral.

Em seguida veio o enfermeiro do Hospital Referência de Covid, antigo Pronto Socorro, Dercilio de Souza Ferreira, de 49 anos; a assistente social de UTI do São Benedito, Jaklyne Thayane de Arruda Soares, de 28 anos; e a coordenadora de enfermagem da UTI São Benedito, Thuany Meira Girando, de 29 anos.

O prefeito destacou que não é porque a vacina chegou e a população está prestes a ser imunizada 100% que o descuido deve ocorrer.

“Não é porque tomou a primeira vacina que pode aglomerar, o comportamento social conta muito ainda. Devemos continuar tomando todos os cuidados necessários para evitar a contaminação. Não quero lockdown, porque Cuiabá precisa trabalhar, precisa do emprego, precisa do dinheiro, as famílias precisam da sua renda para se sustentar. Para isso, precisamos da colaboração de todos”, disparou.

Segundo o prefeito, a ordem cronológica da vacinação deve seguir padrão, conforme informado pelo Ministério da Saúde. Entenda:

1ª fase: profissionais da saúde, idosos a partir dos 75 anos e acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência, como asilos e clínicas psiquiátricas.

2ª fase: serão vacinados aqueles de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos e os idosos entre 60 e 64 anos.

3ª fase: vão ser as pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave.

4ª fase: vai imunizar os professores, profissionais das Forças de Segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *