População deve redobrar cuidados com lixo de pessoas infectadas ou com suspeita de Covid-19

 População deve redobrar cuidados com lixo de pessoas infectadas ou com suspeita de Covid-19

(Foto: divulgação)

Diante do cenário pandêmico ainda existente na Capital, a Prefeitura de Cuiabá reforça à população a necessidade de redobrar os cuidados com o armazenamento do lixo nas residências que possuem moradores com suspeita de infecção ou que testaram positivos para Covid-19. A medida é uma das formas de ajudar a garantir a segurança dos trabalhadores da coleta domiciliar de resíduos.

De acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), nos casos com confirmação positiva, o cidadão deve usar dois sacos plásticos para armazenar e descartar seu lixo, evitando que o coletor tenha contato direto com os materiais descartados. Além disso, é indicado ao morador, sempre que possível fazer a identificação dos sacos com uma fita vermelha ou até por meio de escrita legível e visível.

Para pessoas não infectadas, mas que precisam fazer o descarte de máscara ou luvas, também é recomendado que o acondicionamento seja feito de forma adequada, lacrando totalmente o recipiente. “São trabalhadores que cumprem um papel fundamental para a saúde pública. Por isso, é sempre importante que tenhamos essa sensibilidade”, comenta o diretor-geral da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limrpub), Vanderlúcio Rodrigues.

Em Cuiabá a coleta domiciliar de resíduos é executada pela empresa Locar Saneamento Ambiental, sob a coordenação e fiscalização da Limpurb. Ao todo, são aproximadamente 250 profissionais envolvidos na prestação desse serviço que alcança os mais de 300 bairros da capital mato-grossense. Desde junho de 2020, a atuação é realizada em quatro períodos, visando otimizar o atendimento.

“A coleta de lixo é um serviço essencial. Mesmo quando houve a quarentena em Cuiabá, o trabalho continuou em pleno andamento. São pessoas dedicadas, que ajudam a cuidar da nossa cidade e merecem esse nosso respeito e cuidado”, completa o diretor-técnico da Limpurb, Anderson Matos.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *