“Precisamos trabalhar a qualificação profissional”, defende Russi

 “Precisamos trabalhar a qualificação profissional”, defende Russi

Com os dados do Ministério da Economia, apontando que Mato Grosso teve saldo positivo de mais de 29 mil postos de trabalho formais no acumulado de 2021, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), acredita que a oferta de qualificação profissional, inserida nas ações sociais desenvolvidas, pode contribuir para o crescimento econômico e sustentável do Estado. “Precisamos trabalhar a qualificação profissional também e colocar a nossa população no mercado de trabalho”, defendeu.

De acordo com o levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em março o saldo positivo é de 4,2 mil postos e, nos últimos meses, é de 38,3 mil empregos. “Nós precisamos continuar desenvolvendo, para colocar pessoas no mercado de trabalho, para que talvez não precisem de ajuda”, reforçou Max Russi.

Outro fator considerado importante pelo presidente da Casa de Leis é em relação à vacinação. Max Russi é a favor da imunização em massa e enxerga com bons olhos o resultado pós-vacina, no que se refere à retomada da economia, visto que no âmbito nacional, o país 184.140 postos de trabalho neste mês.

“Tenho defendido a vacinação, junto a tosos os deputados da Assembleia e já temos mais 3 postos em funcionamento, dois em Várzea Grande e outro em Cuiabá, para alavancar a imunização do máximo de pessoas em nosso Estado. A vacina também é uma saída fundamental, não só em relação a Saúde Pública, mas também para a retomada de nosso setor econômico’, analisa.

O presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi, está engajado nas ações sociais e contribuiu para a formatação do Ser Família Emergencial. O auxílio vai atender famílias de baixa renda que passam dificuldades por conta da pandemia da Covid-19. A primeira etapa de distribuição dos cartões teve início nesta semana e o valor de R$ 150 reais começara a ser creditado no próximo dia 8 de maio. Em todo o Estado, serão beneficiadas mais de 100 mil famílias que vivem em situação de vulnerabilidade extrema dos 141 municípios de Mato Grosso. (Com Assessoria)

Digiqole ad

Elloise Guedes - Mais Que Fato

https://maisquefato.com.br/

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *