Prefeito diz que parte da população acha que vive no “país das maravilhas” ao comemorar Carnaval

 Prefeito diz que parte da população acha que vive no “país das maravilhas” ao comemorar Carnaval

(Foto: Marcus Mesquita)

O prefeito  de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, chama a atenção da população cuiabana, e pede mais responsabilidade e consciência para que não haja aglomeração em eventos, festas ou casas noturnas, a fim de evitar a propagação da COVID-19. Por meio do decreto 8.324, Emanuel reforçou as medidas emergenciais e temporárias durante o período que seria o carnaval. De acordo com o documento, estão proibidas todas e quaisquer festas carnavalescas em ambientes públicos e privados em Cuiabá, no período de 12 a 16 de fevereiro de 2021.

“Não podemos brincar com esse vírus. Infelizmente tem uma faixa da população que ainda acha que vive no mundo de Alice no País das Maravilhas. Que está acima do bem e do mal e não se preocupa com a sua saúde, e nem com a saúde de quem mais ama, da sua família, de pessoas que por algum motivo podem ser infectadas e vir a óbito. Essa fase de parar a cidade, de fechar a cidade e decretar lockdown já passou. O sucesso no combate à covid-19 depende de cada um de nós. Eu não vou trancar ninguém em casa, a população precisa trabalhar, precisa ganhar seu dinheiro. O trabalhador precisar ganhar sua renda para sustentar a sua família”, afirmou o prefeito.

Segundo o gestor, a população já está consciente de como o vírus é propagado, de como se proteger dele e de como se comportar. Em Cuiabá já são mais de 49.471 casos confirmados da doença, além de mais de 1400 mortos, segundo o painel epidemiológico divulgado diariamente pela Prefeitura da Capital.

“Cuiabá, é uma das cidades que melhor se comportou ao enfrentamento da Covid-19. Eu não comemoro esses números, porque apesar desses bons resultados a nível nacional, temos quase 50 mil casos confirmados e cerca de 1400 óbitos, então uma vida que partisse com a covid já seria frustrante para mim, me corta o coração, imagina 1400 mortos? Poderia ser o triplo de casos se não fosse a nossa atuação, poderia ser o triplo de óbitos se não fosse a nossa atuação. Mas infelizmente, apesar de Cuiabá ter um comportamento na média respeitável, temos esses números de casos hoje, o que nos obriga a sempre chamar a atenção para a consciência da população. Estamos numa fase que não adianta prefeito ficar baixando decreto para marmanjo se comportar. Todos já sabem da gravidade da covid-19”, afirmou o prefeito.

Apesar disso, Emanuel Pinheiro reforçou que a gestão está endurecendo as fiscalizações e elaborando uma nova lei, a fim de evitar a aglomeração em shows, casas noturnas e bares da Capital neste período de pandemia, que são constantemente alvos de denúncias, por não cumprirem as medidas de biosseguranças impostas pela prefeitura e o Ministério da Saúde.

“Temos que entender que temos decretos que proíbem eventos de grande porte. Os eventos que ocorrem em casas noturnas e bares tem que ser com 50% da capacidade do ambiente, cumprindo todas as medias de biossegurança, com álcool em gel disponível e com distanciamento de segurança sendo respeitado. Precisamos viver esse novo normal e esperamos que cada um faça a sua parte. Não adianta cobrar do prefeito e nem de nenhuma autoridade. Cada um é responsável, cada um deve fazer a sua parte e só assim vamos avançar e vencer a covid-19”, reforçou ele.

“Hoje não tem uma criança que não saiba o que é covid-19 ou como se comportar. Está na hora de chamar a responsabilidade de todo mundo, é claro que existe algumas situações que é de saúde publica como eu disse, que é relação a esses grandes eventos, shows, boates, espetáculos. Fora isso, é o comportamento de cada um, vamos cobrar duro a conscientização de cada um e o comportamento de cada um”, concluiu

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *