Prefeitura de Cuiabá começa o agendamento da vacina para público de 35 a 39 anos por ordem cronológica de cadastro

 Prefeitura de Cuiabá começa o agendamento da vacina para público de 35 a 39 anos por ordem cronológica de cadastro

Cuiabá começa a realizar o agendamento para o público de 35 a 39 anos, dando continuidade à vacinação contra Covid-19 e conforme o que foi normatizado pelo Plano Nacional de Imunização – PNI e Comissão Intergestores Bipartite – CIB.  As doses daqueles que faltam à vacinação continuarão a ser agendadas para as pessoas de 18 a 34 anos, de acordo com o percentual correspondente da população da capital.

“Quase todas as pessoas cadastradas no grupo de 40 a 44 anos já foram vacinadas, e com as doses que recebemos nesta terça-feira poderemos baixar ainda mais a faixa etária para vacinação. Neste momento começaremos a vacinar todos da faixa dos 35 a 39 anos, de acordo com a ordem do cadastro. É importante ressaltar que só mudamos a faixa etária quando recebemos doses suficientes e quando o grupo de idade maior já está no final. Continuaremos usando as doses dos faltosos para vacinar o público mais novo, de 18 a 34 anos a partir de agora”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

A campanha Vacina Cuiabá – Sua vida em primeiro lugar – já realizou a aplicação de 394.407 doses (75,7% de aplicação), sendo: 278.751 (primeira dose), 103.432 (com a segunda dose) e 12.224 receberam a  dose única.

Cadastro

Para se cadastrar, é necessário entrar no site cadastro.vacinacuiaba.com.br e preencher todos os campos obrigatórios. Deste modo, a pessoa entrará em uma fila de espera virtual.  Quando ela for agendada, o sistema do site enviará uma mensagem de WhatsApp automática e/ou um e-mail para a pessoa informando que ela já está confirmada para ir tomar sua vacina. No dia da vacinação, a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá. A pessoa também deve estar com o cartão do SUS atualizado. No caso de vacinação pela categoria profissional, também é preciso apresentar declaração de vínculo funcional. Já no caso das pessoas que se cadastraram pelos grupos de comorbidades ou deficiência permanente grave, além de gestantes, puérperas e lactantes, é preciso apresentar o laudo médico.

OBS: As pessoas que já estão cadastradas não precisam realizar um novo cadastro.

Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.