Prefeitura diz que não tem como saber sobre festas clandestinas de Carnaval e pede que população denuncie

 Prefeitura diz que não tem como saber sobre festas clandestinas de Carnaval e pede que população denuncie

(Foto: Luiz Alves/Prefeitura de Cuiabá)

Durante esse período de Carnaval é provável que as festas clandestinas ocorrem, mesmo com proibições de aglomerações. Com isso, a Prefeitura de Cuiabá orienta a população para que denuncie festas clandestinas, eventos de cunho carnavalesco ou até mesmo estabelecimentos lotados e/ou que estão abertos após a meia noite.

O secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales, esclarece que a a Secretária não possui a competência de investigar os locais onde estão ocorrendo festas clandestinas e outros eventos em desacordo com o decreto nº 8.316 de 25 de janeiro de 2021 –  que trata da suspensão do  Carnaval de 2021 e mantem as medidas de biossegurança do decreto 8.204 de 19 de novembro de 2020.
É permitido apenas a capacidade do local de até 70%, e o estabelecimento ou o local do evento deverá disponibilizar materiais de higienização, ventilação adequada do local e também a atenção às medidas de biossegurança: uso obrigatório de máscara, distância entre as pessoas, além do fechamento dos locais à meia noite.
“A Ordem Pública não investiga, isso é trabalho da polícia. Então, nós pedimos a colaboração da população para que possamos ir aos locais que estão em desacordo com os decretos para fazer autuação e tomar as medidas necessárias.  A  partir de zero horas quem estiver aberto e em funcionamento será autuado. Não vai ter a perspectiva da orientação porque ninguém pode argumentar desconhecimento do que já está sendo falado há meses . Quem insistir em abrir após esse horário vai correr risco  de ser autuado. E quanto às aglomerações, iremos multar os estabelecimentos que descumprirem o decreto  que estiver acima da capacidade permitida de pessoas. Pedimos a colaboração de todos para combater esse terrível vírus”, pediu Sales.
A Secretaria Municipal de Ordem Pública disponibiliza o telefone 65- 3616-9614 (Disque Denúncia) de segunda a sexta-feira em horário comercial. A população deve acionar também a Polícia Militar via o 190.
Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *