Cuiabá atinge a marca de mais de 800 mil doses de vacina contra a covid-19 aplicadas

 Cuiabá atinge a marca de mais de 800 mil doses de vacina contra a covid-19 aplicadas

Foto: Gustavo Duarte

Cuiabá bateu nessa segunda-feira (8) a marca de mais 800 mil doses de vacina contra a covid-19 aplicadas nos braços da população. Em relação à população adulta, foram 402.649 pessoas vacinadas com a primeira dose, 300.504 com a segunda dose e 13.970 com a dose única. Isso significa que 90,7% dos cuiabanos acima de 18 anos já tomaram a primeira dose e 71,5% já estão completamente imunizados.

Além disso, 20.428 pessoas já garantiram a dose de reforço e 1.600 pessoas que sofrem algum tipo de imunodeficiência tomaram a dose adicional da vacina. Entre os adolescentes de 12 a 17 anos de idade, 35.828 já foram contemplados com a primeira dose, ou seja, 66,6% da meta para essa faixa etária.

Ainda conforme o Sistema de Informações do Plano Nacional de Imunização (SI-PNI), outras 25.459 doses foram aplicadas em pessoas não residentes, mas que se vacinaram em Cuiabá ao longo de toda a campanha de imunização.

Esse avanço da vacinação tem reflexo direto no cenário da pandemia na Capital mato-grossense. Conforme a Diretoria de Vigilância em Saúde de Cuiabá, na segunda-feira (8), a média móvel de mortes pela doença (que considera os últimos 14 dias) estava em 0,64, ou seja, nas últimas duas semanas, ocorreu menos de 1 morte por covid-19 por dia em Cuiabá. A média móvel de novos casos ficou em 49,29 e havia 76 pessoas internadas, sendo que dessas apenas 30 são residentes de Cuiabá. Os outros 46 são de municípios do interior. O número de casos graves da doença também tem diminuído conforme a vacinação avança. Dos 76 internados na segunda-feira (8), 21 estavam em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 55 em leitos de enfermaria.

A EQUIPE

Parte integrante dessa força-tarefa montada pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), para combater a pandemia e imunizar a população é o time composto pelos registradores, que juntamente com a coordenação, os vacinadores, os servidores que atendem na triagem e no pós-vacina, são responsáveis por alcançar as metas de imunização da população.

Esse é um setor composto por servidores oriundos das unidades básicas de saúde e da Unidade de Vigilância em Zoonoses, como os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate a endemias, que se revezam entre o serviço na unidade base e nos polos de vacinação. São eles quem digitam todos os dados da vacinação e os inserem no Sistema de Informações do Plano Nacional de Imunização (SI-PNI), que torna os dados da vacinação algo oficial e de conhecimento público.

O responsável técnico da UVZ na regional Leste, Daniel Silveira Cintra, trabalha como registrador desde maio na campanha “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar” e conta que tem sido uma alegria fazer parte desse processo. “Comecei a trabalhar na campanha em maio, no polo do Senai. Me dividia entre a Zoonoses e na vacina. No Senai eu atendia diretamente os usuários e era muito gratificante servir à população nesse momento de incerteza. Lembro que eu e os outros registradores comemorávamos o número de vacinados ao fim do dia, na certeza de que quanto mais vacinássemos, mais rápido sairíamos dessa situação. Em cada registro era uma pessoa e uma história diferente. Atendemos os idosos, depois vieram os outros grupos prioritários e cada grupo fazia uma festa ao ser contemplado. Depois de vários meses de vacina, alcançamos a marca de 70% de população adulta vacinada. É muito importante para nós saber que fizemos parte dessa história, de um momento tão difícil para o mundo porque na vacinação fizemos vários amigos e ouvimos muitas histórias de vida”, relata. (Com Prefeitura de Cuiabá)

Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.