Jayme pede mais casas para Mato Grosso e obras em Chapada dos Guimarães

 Jayme pede mais casas para Mato Grosso e obras em Chapada dos Guimarães

Visando potencializar duas políticas públicas essenciais para Mato Grosso e sua população, e que geram emprego, renda, qualidade de vida e a propagação indireta de 52 atividades econômicas, o senador democrata Jayme Campos (DEM/MT), viabilizou recursos para construção de 20 mil novas residências, sendo 5 mil neste ano de 2021 através do Ministério do Desenvolvimento Regional e com o Ministério do Meio Ambiente a formalização de um Termo de Cooperação Técnica para que o Governo do Estado de Mato Grosso possa executar obras no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, um dos pontos turísticos mais visitados no Brasil e no Centro Oeste.
“Encaminhamos dois pedidos que considero essenciais. A questão de obras de habitação popular, que são essenciais e que geram emprego e renda, além da qualidade de vida e fomentam o comércio e a indústria e a execução de obras de infraestrutura no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, principalmente no Véu das Noivas e no Portão do Inferno, dois dos mais importantes pontos turísticos que são valorizados em todo o Mundo e que necessitam de investimentos em infraestrutura para atender aqueles que desejam conhecer os mesmos”, disse o senador Jayme Campos.
Ele fez questão de lembrar que suas audiências com os ministros Rogério Marinho e Joaquim Alvaro Pereira Leite, respectivamente, ministros do Desenvolvimento Regional e do Meio Ambiente respectivamente, atenderam pedido do governador Mauro Mendes que deseja investir recursos de Mato Grosso nessas duas políticas fundamentais para contemplar a população.
As audiências foram acompanhadas pelo secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda e pelo presidente da MTPAR – Mato Grosso Participações, Werner Santos, que são os responsáveis pelas áreas de habitação e turismo que o Governo Mauro Mendes quer potencializar investindo recursos do Tesouro Estadual para que elas gerem emprego, renda e principalmente aqueçam a economia local.
“Solicitei a liberação de recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) para financiar a construção de 20 mil casas pelo programa de casas populares do governo de Mato Grosso e mesmo não tendo disponibilidade para financiar todas as unidades habitacionais neste momento, o ministro afirmou que vai buscar a liberação de, pelo menos, 5 mil moradias ainda em 2021”, explicaram o secretário César Miranda e o presidente da MTPar, Werner Santos.
Segundo Jayme Campos, o encontro foi produtivo e mostrou o empenho do ministro Marinho em apoiar projetos importantes como este do governo de Mato Grosso que busca construir e entregar moradias à parcela da população que mais precisa de assistência. “Sem dúvidas a demanda por moradia em nosso Estado é ainda muito grande, mas a sinalização de liberação de recursos necessários para a construção de 5 mil casas deve ser comemorada”, afirmou.
No tocante a audiência com o novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite, deve resultar na assinatura de um termo de cooperação para a execução de obras de infraestrutura turística no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães que está sob guarda do Governo Federal, através do Instituto Chico Mendes de Conservação Ambiental (ICMBio).
“O turismo representa a movimentação econômica de 52 atividades como hotéis, restaurantes, cinemas, parques como Chapada dos Guimarães, empresas de transporte aéreo e rodoviário e dificilmente quem vem a Mato Grosso deixa de conhecer a Chapada dos Guimarães, o Pantanal, a Amazônia, enfim temos em uma raio de até 350 km da capital ou de Várzea Grande, potenciais turísticos que precisam ser melhor explorados e incentivados, para que gerem emprego e renda”, disse Jayme Campos apontando que o Governo Mauro Mendes é diferenciado por estar indo ao Governo Federal propor parcerias em que o Estado de Mato Grosso coloca recursos próprios buscando solucionar problemas e potencializar suas atividades.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *