Várzea Grande realiza campanha alusiva à erradicação do trabalho infantil

 Várzea Grande realiza campanha alusiva à erradicação do trabalho infantil

Ações alusivas ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado nacionalmente em 12 de junho, estão programadas para ocorrer durante todo este mês de junho, em Várzea Grande. O objetivo é de orientar e sensibilizar sobre os riscos do trabalho infantil para crianças e adolescentes.

“Se a prevenção é o melhor caminho, Várzea Grande está no caminho certo. A campanha de Erradicação do Trabalho Infantil é uma ação de conscientização da Secretaria de Assistência Social e uma preocupação do prefeito Kalil Baracat, que nos pediu para chamar atenção para o problema do trabalho infantil, que atrapalha a vivência integral da infância, o desenvolvimento de crianças, dificulta a aprendizagem e torna-os vulneráveis, favorecendo para outras violações de direitos”, explicou a secretária de Assistência Social, Eliamara Araújo.

A gestora também acrescentou que, durante todo o ano, são executadas ações regulares com o objetivo de combater o trabalho infantil e dar assistência às famílias, bem como orientar sobre tema. “Mas neste mês de junho, especificamente, reforçamos o assunto com a Campanha de Erradicação do Trabalho Infantil. É um trabalho muito importante, principalmente no momento em que vivemos, de pandemia da Covid-19, onde muitas famílias perderam seus empregos e isso pode ser um fator agravante para a situação de vulnerabilidade dos mesmos”, explicou a secretária de Assistência Social, Eliamara Araújo.

Dia 11 de junho, às 9h, será realizada a live “Combate ao Trabalho Infantil” com o promotor titular da 2ª Promotoria de Justiça de Várzea Grande, Douglas Lingiardi Strachicini. Dias 11 e 18, no período da tarde, ocorrerá panfletagem e abordagem social, na região central da cidade. E a campanha de Erradicação do Trabalho Infantil encerra com o “dia D”, também com panfletagem e abordagem social em frente aos Centros de Referência e Assistência Social nos bairros, os Creas.

“A campanha iniciou com uma ação no aterro sanitário, no dia 1º de junho. Além de orientações às famílias que vivem lá, sobre a erradicação do trabalho infantil, levamos informações sobre o Cadastro Único, do Bolsa Família. E, também pudemos ouvir demandas das pessoas e da Associação de Catadores, ação que fortalece os vínculos para construção de novas estratégias de atendimento a esse público que atua em diferentes horários no local”, detalha a coordenadora de Proteção Social Especial e responsável pela campanha, Katlin Oliveira Calmon.

Segundo Katlin Calmon, a programação ainda prevê a divulgação de um vídeo em homenagem à coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil no município, Rogina Marques de Arruda, que morreu em decorrência da Covid-19. “Ela era pedagoga, servidora de carreira da Prefeitura e também presidente do Conselho Municipal dos Idosos. Muito dedicada, realizava trabalhos voltados para crianças, adolescentes e idosos, visando a melhoria na qualidade de vida das famílias”.

A campanha é realizada pela Prefeitura de Várzea Grande, através da Secretaria de Assistência Social, em parceria com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Defensoria Pública Estadual, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Guarda Municipal, Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (CETRAP), além dos serviços de Proteção Social Especial e de Proteção Social Básica.

Dados – De acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, existem 2,4 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil no Brasil. Em Mato Grosso, de acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos e Notificação do Ministério da Saúde, foram registrados 671 acidentes graves na faixa etária dos 05 aos 17 anos no período de 2007 a 2019 e 12 acidentes fatais. (Com Prefeitura de Várzea Grande)

Digiqole ad

Elloise Guedes - Mais Que Fato

https://maisquefato.com.br/

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *