Governadora de SC apaga postagem que considerava agressões a jornalistas “inadmissíveis”

 Governadora de SC apaga postagem que considerava agressões a jornalistas “inadmissíveis”

(Foto: Mauricio Vieira/ Secom)

A governadora interina de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), apagou mais uma mensagem em uma rede social que considerava “inadmissíveis” as agressões contra dois profissionais de comunicação da NSC TV, afiliada da Globo no estado. O episódio de violência e a publicação ocorreram na segunda-feira (2).

A equipe fazia uma reportagem sobre fiscalizações na praia do Campeche, em Florianópolis, quando um grupo avançou sobre a repórter e o cinegrafista. A profissional teve o celular arrancado da mão.

O texto da postagem afirmava que não havia “justificativa” para o ato. Apesar de não ter um selo de verificação, a conta que leva no nome de Daniela foi confirmada pela assessoria como oficial da governadora interina.

“Inadmissíveis as agressões sofridas pela equipe de uma emissora de TV que estava no exercício de sua função, em uma praia de Florianópolis. A partir do momento em que a violência toma a frente, perde-se a razão. Não há justificativa para isso”.

No início desta terça-feira (3), a publicação não estava mais disponível conforme verificou o G1 SC. A reportagem entrou em contato com a assessoria da governadora, mas até as 7h30 não houve retorno sobre o motivo da exclusão.

Publicação de governadora interina de SC foi apagada  — Foto: Reprodução/Rede Social
Publicação de governadora interina de SC foi apagada — Foto: Reprodução/Rede Social

Publicações excluídas

Em uma semana, esta é a terceira publicação excluída no âmbito do governo catarinense, duas no perfil da governadora interina e uma na conta institucional do estado. Todas as postagens estavam relacionadas ao tema da pandemia do coronavírus.

No sábado (31), a conta de Daniela já havia excluído uma publicação que pedia para a população usar máscaras e cuidar com a higienização durante o feriadão de Finados:

“No feriado, todos gostam de relaxar. Só não podemos deixar de lado os cuidados com a higienização das mãos e dos objetos, além do uso da máscara, é claro. Vamos fazer a nossa parte em prol de #Santa Catarina! É hora de unir orações e forças para retomar o caminho do progresso”, dizia o texto.

Horas depois, após a postagem receber críticas de alguns usuários da plataforma, a mensagem foi excluída da conta. Ao G1 SC na tarde de segunda-feira, a assessoria da governadora confirmou que a exclusão foi feita pela equipe.

No domingo uma mensagem na conta oficial do Governo do Estado também foi apagada. O texto publicado em uma outra rede social, apresentava o “Vigia Covid” – programa que orienta as pessoas interessadas em denunciar o descumprimento das regras sanitárias de prevenção ao coronavírus em Santa Catarina.

Na divulgação do projeto, foi explicado que o objetivo era evitar que episódios que ocorreram na Praia do Rosa, em Imbituba, no Sul catarinense, no feriado de 12 de outubro, onde houve aglomerações, se repetissem.

A publicação do governo estava na rede social pela manhã, mas no início da tarde não estava mais disponível. O motivo desta exclusão da postagem também não foi informado.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *