Comunicação, proteção à vida e superação

 Comunicação, proteção à vida e superação
Em um tempo em que a informação é um instrumento tão necessário para proteger a vida, a missão da comunicação institucional de utilidade pública ganha ainda mais relevância. Em Cuiabá, desde o primeiro momento da pandemia, a prefeitura desenvolveu estratégias e táticas de conscientização para ajudar a população a vencer esse momento difícil. Sob a diretriz inequívoca do prefeito Emanuel Pinheiro, Cuiabá foi uma das capitais que agiu mais rápido na direção de conter a contaminação do patógeno covid 19. Já em março de 2020, a comunicação da prefeitura focou na didatização dos decretos e no reforço dos cuidados preventivos que precisavam ser assimilados com rapidez e em uma escala ampla. Do rádio às mídias digitais, dos cartazes impressos à TV, a prioridade foi uma só: o enfrentamento ao novo coronavírus.
Este ano, empreendemos novos esforços, especialmente no incentivo à vacinação. A comunicação também buscou promover o espírito de cooperação coletiva que marca uma gestão de base popular. Mais do que um trabalho episódico, nossa cidade consolida dia a dia uma política sólida de assistência social, com o empenho pessoal da primeira-dama Márcia Pinheiro.A Vacina Solidária Cuiabá e tantas outras ações de proteção social vêm sendo estimuladas para atenuar os efeitos da pandemia no dia a dia da parcela mais vulnerável da população, porque somente juntos poderemos virar essa página triste de nossa história.Com o avanço do trabalho nos novos polos de vacinação, entramos agora em uma nova etapa. Aqui na capital, já foram aplicadas mais de 600 mil doses. Um grande passo à frente para iniciarmos um novo futuro. Nesse contexto, a prefeitura segue ao lado da população trabalhando nas soluções que esse momento exige. O programa “Pra Frente Cuiabá” trouxe mais acesso ao emprego, à renda e às oportunidades. As obras continuam em todas as áreas e a gente vê que mesmo na pandemia foi possível avançar. Na mobilidade, o marco histórico da entrega de mais de 140 novos ônibus com ar-condicionado é só um exemplo desse cuidado.
A pandemia não acabou e é preciso manter o focona vacinação e nos cuidados, mas temos bons motivos parasonhar mais alto e seguir em frente neste novo recomeço”.
Temos notícias alvissareiras e perspectivas animadoras. E também é papel da comunicação institucional injetar otimismo e esperança quando o objetivo é apoiar as pessoas na retomada de suas vidas. Se resistir é preciso, superar é ainda mais. A pandemia não acabou e é preciso manter o foco na vacinação e nos cuidados, mas temos bons motivos para sonhar mais alto e seguir em frente neste novo recomeço. Estivemos conectados durante todo esse período de dificuldade e superação e estaremos ainda mais daqui por diante, cumprindo nossa missão de comunicar também as boas notícias que todos desejam.
Fausto Olini é secretário de Comunicação de Cuiabá
Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.