Mudança: um desafio contínuo e necessário

 Mudança: um desafio contínuo e necessário

(Foto: reprodução)

Para muitas pessoas, aceitar mudanças repentinas pode causar mal-estar e uma incômoda sensação de falta de controle da situação. Estes sentimentos são ainda mais comuns em pessoas sistemáticas, acostumadas a rotinas repetitivas e que seguem padrões formais. Devemos estar preparados para mudanças organizacionais, sociais, políticas e até pessoais, pois a vida é um contínuo movimento e as mudanças são inevitáveis. Frequentemente nos deparamos com situações que discordamos ou novas diretrizes que mudam o rumo da caminhada. Muitas destas mudanças podem ser traumáticas e causar sofrimento e/ou resistência.

O que fazer para “sofrer menos”?

Siga os três passos da aceitação:

1. Procure manter a calma e entender os motivos para tal mudança;

2. Quebre a resistência e o pessimismo, sentimentos comuns às pessoas sistemáticas;

3. Acredite que haverá uma adaptação, uma acomodação e uma ressignificação dos afazeres.

Nada é eterno ou imutável. O ser humano é um exemplo de crescimento, aprendizado e mudança. Basta observarmos como um bebê evolui rápida e constantemente no seu desenvolvimento cognitivo, motor e relacional. Mesmo depois de “crescidos”, podemos e devemos estar abertos a novos aprendizados e crescimento pessoal. Tudo depende de como aceitamos o novo.

Quando finalmente o novo passa a ser considerado como presente, vem a compreensão de que o melhor a fazer é aceitar e buscar na mudança, novos aprendizados e desafios. Entender que se trata apenas de um recomeço e que, muitas vezes, o recomeço é o melhor caminho a seguir.

Cabe a cada um de nós decidir como irá enfrentar e conduzir os desafios que a vida nos impõe, seja no âmbito profissional, pessoal ou social. Respeitar o seu passado, viver intensamente o seu presente e aguardar o que futuro lhe reserva. Talvez essa seja a melhor forma de entender o processo de mudança constante que é a vida.

E você? Já refletiu que a resistência pode deixar o processo mais lento e doloroso? Eduque-se a aceitar, enfrentar e aprender com as novas ferramentas, metodologias e diretrizes que as mudanças lhe proporcionam.

Lembre-se que as grandes conquistas e descobertas aconteceram pela insistência dos cientistas, filósofos, empreendedores e visionários que ousaram em discutir e mudar processos já estabelecidos.

Autora: Fabiana Kadota Pereira é especialista em Recreação e Lazer, e professora da Área de Linguagens Cultural e Corporal do Centro Universitário Internacional Uninter.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *