O amor esfriou

 O amor esfriou

Estamos vivendo um dos momentos mais conturbados da humanidade, que tem nos mostrado que a maior guerra que estamos vivendo é a interna, dentro de nós. Calma, que explicarei melhor mais abaixo.

O versículo bíblico que se encontra no livro de Mateus, capítulo 24, número 12, é o maior exemplo disso. Nessa passagem Jesus adiantou um pouco do que viveríamos nos dias atuais. Ele diz: “A maldade aumentará de tal maneira que o amor de muitos se esfriará”.

Os valores e princípios como amar seu próximo como a si mesmo; viver em comunhão uns com os outros; fazer o bem sem olhar a quem; amar as pessoas como são, foram substituídos pelo apreço e apego perante as coisas materiais.

O anseio pela conquista precoce do sucesso e estabilidade financeira, deixou de lado o olhar coletivo sobre quem o outro é, dando lugar ao que o outro tem a oferecer.

Não digo que a riqueza é pecado, muito menos que aqueles que a buscam não terão lugar no céu, pelo contrário, a riqueza é algo que provém de Deus, no entanto, Ele pontua que é preciso ter sabedoria ao escolher os caminhos para chegar até ela.

A cada dia que passa nos deparamos com milhares de notícias que retratam a violência urbana, mortes pela Covid-19, acidentes aéreos e outras fatalidades. Vidas que se vão diariamente.

Após a partida, resta apenas a saudade por parte da família e o patrimônio adquirido que, posteriormente, será destinado aos herdeiros.

O fato que chama atenção e muitas vezes passa despercebido, é que não sabemos o momento em que chegará a nossa hora e muito menos se vamos ter a chance de dar um último adeus, mas optamos pela falsa sensação de que o amanhã está garantido para nós e as situações essenciais podem ser resolvidas depois. Viva o hoje!

De repente somos pegos de surpresa com o anúncio da morte de alguma figura pública e, em certos momentos, sejam eles pela rotina, não paramos para pensar o que isso tem a nos ensinar. Qual a mensagem que Deus está repassando aos seus filhos?

A dor é passageira, assim como diz a frase clichê ‘tudo passa’, mas é inegável que o luto dentro daqueles que amam verdadeiramente permanecerá eterno.
Deus tem falado conosco a cada instante, nos mostrado que a ganância e a avareza de nada têm valor. Deus é amor e o verdadeiro Pai é aquele que corrige os seus filhos.

Atente-se!
Nathany Gomes é jornalista em Cuiabá

Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.