Polícia investiga possível sequestro de menino Heitor: “pode ter desistido com a repercussão”, diz delegado

 Polícia investiga possível sequestro de menino Heitor: “pode ter desistido com a repercussão”, diz delegado

(Foto: reprodução)

O desaparecimento do Heitor Maciel dos Santos, de 2 anos, em Lucas do Rio Verde (a 330 km de Cuiabá), foi tema de reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, com depoimento do pai dele, nesse domingo (3). O menino desapareceu na véspera do Natal e foi encontrado depois de três dias em um aterro sanitário.

Ao Fantástico, o pai do menino, Diego Souza Santos, disse que assim que sentiram falta do filho, começaram a procurar desesperadamente.

Diego pegou a sua motocicleta e deu voltas pela chácara e foi até a rodovia, mas não conseguiu encontrar Heitor. Para ele, a palavra que define o ocorrido é “aflição”.

“Já era aflição, coração apertado. Uma criança de dois anos em uma noite fria, que estava chovendo muito”, relatou o pai.

A procura pelo menino repercutiu em todo o Estado e várias pessoas da região se solidarizaram e ajudaram nas buscas.

Os Bombeiros utilizaram cachorros farejadores, que tiveram contato com uma peça usada do menino e os animais indicaram que ele teria atravessado a rodovia.

Segundo a polícia, o menino Heitor teria atravessado a pista da rodovia e, a cada dia, as buscas ficavam mais difíceis, já que a região é de plantação de soja.

Um helicóptero da Polícia Militar foi enviado para auxiliar nas buscas, sobrevoando a área.

Até que na tarde de domingo (26.12), os Bombeiros foram acionados com a informação de que o menino teria sido encontrado no aterro sanitário.

Heitor foi encontrado vivo depois de 72 horas na região do aterro sanitário, que fica localizado a cerca de 1,5 km da chácara onde ele estava.

“Chegou com bastante fome, pouco debilitado, apresentou algumas lesões superficiais em todas partes do corpo, como se tivesse caminhando pela mata”, disse a gestora hospitalar da unidade que atendeu Heitor, Tatiane da Rocha Andrade Lima.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. “Para a gente chegar à conclusão de que, de fato, é um desaparecimento, ele teria que ter saído da casa dele, atravessado a rodovia e permanecido em algum local nesse período, sem andar muito. Tem a possibilidade de ele ter sido sequestrado por um período e, diante da repercussão do caso no Brasil inteiro, tenham voltado atrás e deixado ele naquele local”, disse o delegado Eugênio Rudy Júnior.

O caso

Heitor desapareceu durante uma queda de energia na chácara em que a família estava. A criança foi encontrada em um aterro sanitário no último domingo (27), depois de três dias desaparecido.

Logo após ser encontrado, ele foi encaminhado imediatamente para o hospital. Ele não possuía nenhum ferimento, porém, estava com assaduras, por estar com a mesma fralda há muito tempo.

O menino mora com os pais em Campo Novo do Parecis e teria ido até Lucas do Rio Verde para passar o Natal na casa da avó.

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *