Audiência pública debaterá implantação de ciclovias em Mato Grosso

 Audiência pública debaterá implantação de ciclovias em Mato Grosso

Construção de mais ciclovias e modernização das ciclofaixas existentes, com infraestrutura de sinalização e instalação de barreiras físicas que impeçam veículos de avançarem sobre os ciclistas, são algumas demandas que serão debatidas em audiência pública convocada pelo deputado Professor Allan Kardec, a ser realizada na quinta-feira (12), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A carência de estruturas cicloviárias que ofereçam tranquilidade e segurança aos ciclistas é um tema recorrente, especialmente com o progressivo aumento do número de ciclistas. De acordo com o presidente da federação mato-grossense de ciclismo, Valdeci Soares, em Mato Grosso o uso de bicicletas aumentou em mais de 50% nos últimos três anos, porém a infraestrutura disponibilizada pelo Estado não acompanhou essa evolução.

“Vivemos um momento que exige preocupação com a vida. A bicicleta une o lazer e a atividade esportiva, além de ser um meio de locomoção alternativo cada vez mais utilizado, frente aos constantes aumentos no preço dos combustíveis. É fundamental que a vida dos ciclistas seja protegida!”, afirmou Kardec na justificativa de convocação da audiência. Para o deputado, é preciso ampliar as ciclovias, com estruturas adequadas que ofereçam mais segurança aos ciclistas, além de investir na ampliação do cicloturismo no estado.

Concordando com o mesmo argumento, Valdeci reforça que a bicicleta não é um empecilho para o trânsito, pelo contrário, ela é parte integrante dele. “A constituição prevê que o veículo menor tem preferência. A bicicleta é frágil, o impacto é diretamente no ciclista. Por ser frágil, os motoristas precisam aprender a respeitar mais” relata o presidente. De acordo com a federação, a utilização da bicicleta no estado se divide entre lazer, diversão, trabalho, atividade física e treinamento de atletas de alto rendimento.

“A prioridade é que a gente tenha menos ciclistas acidentados ou perdendo a vida no trânsito e mais campanhas de conscientização. Uma pessoa que vai ao trabalho de bicicleta, além de economizar financeiramente, ajuda no trânsito reduzindo a circulação de veículos, pratica exercícios que contribuem com sua saúde e ainda ajuda o meio ambiente, por ser um meio de locomoção sustentável. Essa audiência é o começo de tudo” declarou Valdeci. (Com Assessoria)

Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.