Conta não bate: Deputados declaram publicamente voto sobre veto do governador sobre isentar aposentados

 Conta não bate: Deputados declaram publicamente voto sobre veto do governador sobre isentar aposentados

Após pedido do deputado estadual, Lúdio Cabral (PT), para que os colegas de Parlamento declarassem publicamente, na tribuna, o voto que trata do veto do governador Mauro Mendes (DEM), quanto a taxação da isenção aos aposentados e pensionistas, ficou notório que as contas não batem, em relação a votação na última semana na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Isso porque, após declararem publicamente o seu voto durante sessão, nesta terça-feira (16), ficou 14 votos contra o veto do governador, que trata de isentar a taxação aos aposentados e pensionistas até o teto do INSS.

Na última semana, os deputados colocaram em votação na Assembleia, o projeto considerado “polêmico”. Acontece que, por 12 votos a 11, os deputados decidiram manter o veto de Mendes. Porém, nos bastidores, Lúdio afirma que os colegas garantiram para ele que votaram contra o veto, aprovando a isenção aos aposentados.

Após a declaração de votos dos deputados, publicamente na tribuna, Lúdio solicitou que seja realizada uma auditoria no sistema para ser reavaliado a computação dos votos. No entanto, o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), negou a auditoria.

Onze deputados que estavam presentes na tribuna disseram que votaram para a derrubada do veto. Os parlamentares Valdir Barranco (PT) – internado com Covid-19 – e Faissal Kalil (PV) não participaram da sessão, mas a deputada Janaina Riva (MDB) respondeu por eles, garantindo que também votaram contra a derrubada do veto.

O deputado Thiago Silva (MDB) também não esteve presente, mas por vídeo chamada, declarou o seu voto pela derrubada do veto. Sendo assim, somam 14 votos contra o veto do governador ao projeto, ou seja, a conta não bate com o resultado da votação na última semana, que foi 12 votos.

Digiqole ad

Claryssa Amorim - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *