Justiça revoga medidas cautelares impostas contra Antenor

 Justiça revoga medidas cautelares impostas contra Antenor

A Justiça revogou as medidas cautelares impostas contra o ex-secretário de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob), Antenor de Figueiredo. Com isso, Antenor está apto a retornar ao exercício das funções públicas.

Antenor estava à frente da Semob desde o início da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), onde vinha desempenhando um trabalho reconhecido pela eficiência e credibilidade. Durante sua gestão participou da nova licitação do transporte coletivo da capital e das entregas das estações de ônibus climatizadas, medidas que garantem melhorias na qualidade dos serviços para os usuários.

Desde que saiu da Semob, Figueiredo tem colaborado com as investigações respondendo todos os questionamentos feitos pelos órgãos de controle.

“As medidas foram impostas mediante a justificativa para propiciar a conclusão plena e escorreita das investigações, objetivando a elucidação cabal dos fatos. Deste modo, considerando que as investigações já foram concluídas, tendo ocorrido, inclusive, o oferecimento da denúncia nos autos nº 1008206-42.2021.8.11.0042, reputo que os pressupostos autorizadores das cautelares não mais subsistem, decorrendo daí a necessidade de REVOGAÇÃO DAS MEDIDAS CAUTELARES DIVERSAS DA PRISÃO. Posto isto, nos termos do artigo 316 do CPP, de ofício, REVOGO AS MEDIDAS CAUTELARES DIVERSAS DA PRISÃO IMPOSTAS EM FACE de ANTENOR DE FIGUEIREDO NETO e MAXTUNAY FERREIRA FRANÇA no âmbito da Operação Sinal Vermelho”, diz trecho da decisão proferida pela juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Perfil

Antenor de Figueiredo Neto é graduado em Ciências Contábeis e possui pós-graduação em auditoria fiscal pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Atua há 35 anos como auditor fiscal do município e já ocupou o cargo de secretário municipal de Trânsito e Transporte Urbano nos anos de 2013 e 2014. (Com Assessoria)

Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.