Mato Grosso lidera com mais oito estados ações contra desmatamento ilegal

 Mato Grosso lidera com mais oito estados ações contra desmatamento ilegal

Mato Grosso planeja, junto aos outros oito Estados da Amazônia Legal, ações para prevenir e combater o desmatamento ilegal, os incêndios florestais, e projetos de pagamento da redução das emissões de carbono. Os temas foram tratados em reunião em Brasília nesta quarta-feira e quinta-feira (23 e 24), pela secretária de Meio Ambiente de Mato Grosso, Mauren Lazzaretti, no Fórum de Secretários da Amazônia.

Os Estados se reuniram presencialmente para trabalhar uma série de pautas comuns para os nove estados da Amazônia Legal, entre elas, o combate ao desmatamento ilegal, que é uma prioridade para a política ambiental de todos eles.

“Os Estados estão definindo ações para atuação regional, nacional, e internacional visando alcançar o melhor resultado na preservação da floresta em pé, para que ela realmente possa trazer recursos para a população que dela tem que cuidar, e dela sobrevive”, explica Lazzaretti.

A estratégia é a implantação de uma plataforma LEAF de pagamento da redução do desmatamento e da emissão de carbono pelos estados. A Coalizão LEAF (Reduzindo Emissões por meio da Aceleração de Financiamento Florestal) ajuda a financiar iniciativas que  contribuem para o mercado de reduções de emissões e de programas de REDD + (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal).

“Vamos discutir como Governo Federal o mercado de carbono voluntário e jurisdicional, por ser essa uma pauta prioritária no planejamento regional para os estados da Amazônia Legal”, conta a presidente.

Na ocasião ocorreu a eleição para a nova gestão do Fórum de Secretários da Amazônia Legal. A secretária Mauren Lazzaretti deixa a presidência, e assume o secretário de Meio Ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira, e como vice-presidente, o secretário de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão, Diego Rolim.

Agendas internacionais

Os Estados estão se preparando para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26 – 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática). Está programada para ser realizada na cidade de Glasgow, de 1 a 12 de novembro de 2021, sob a presidência do Reino Unido.

Outros eventos ambientais também pautaram a agenda da reunião, como o Fórum Mundial de Bioeconomia (FMB), que acontecerá no Pará sediará, entre os dias 18 e 20 de outubro, pela primeira vez, fora da Finlândia. Também está no planejamento a realização do Amazon Plan que é um outro encontro do GCF – Fórum Global dos Governadores para Clima e Floresta, um evento paralelo à COP26.

Se reuniram os secretários de Estado de Meio Ambiente dos nove estados que compõem a Amazônia Legal: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.

Digiqole ad

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *