SES estuda realizar mutirões para realização de cirurgia eletivas em MT



 SES estuda realizar mutirões para realização de cirurgia eletivas em MT



A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), informou que estuda realizar mutirões para realização de cirurgias eletivas que já estão sendo retomadas aos poucos no Estado. Mais de 24 mil pessoas, em Mato Grosso, foram prejudicadas com a paralisação das cirurgias, por conta da pandemia causada pela Covid-19.

Conforme a SES, os procedimentos foram retomados nessa semana. Está previsto para investimentos na saúde R$ 105 milhões. O deputado estadual Faissal Calil (PV), apresentou na sessão de quinta-feira (9), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Requerimento 466/2021 solicitando junto a Secretaria de Estado de Saúde (SES) um detalhamento sobre a situação do Programa Mais Cirurgias, anunciado pelo governo do estado.

Faissal apontou no Requerimento que, com a suspensão temporária das cirurgias eletivas, a situação de saúde dos pacientes acaba se agravando. Por conta disso, eles acabam tendo que se socorrer nos hospitais, tendo, muitas vezes, seu estado de saúde em situação ainda mais grave, carecendo de intervenção cirúrgica de urgência/emergência, o que gera custos ainda maiores para o Estado de Mato Grosso.

O deputado ressaltou ainda que esta modalidade de cirurgia já foi retomada em todo o setor privado, obedecendo as orientações sanitárias. Antes das intervenções cirúrgicas, são realizados testes RT-PCR nos pacientes, equipamentos de proteção individual (EPI’s) para os profissionais da saúde, e todo cuidado aprendido nesse período de pandemia, situação oposta aos hospitais públicos.

“As cirurgias eletivas estão suspensas há um ano e meio e queria saber se o governo, que agora tem todo este superávit, começará a fazer uma limpeza nesta fila. Também peço um olhar especial para as cirurgias pediátricas, tendo em vista que em nosso Estado ainda não temos um hospital especializado no público infantil. Precisamos que o Executivo retorne este tipo de modalidade de atendimento o mais rápido possível”, afirmou.

Digiqole ad

Roger - Mais Que Fato

http://www.maisquefato.com.br

Notícias relacionadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.